29 de ago de 2012

Seja uma testemunha de Cristo e interceda pela sua família

"Agora, pois, temei ao Senhor e servi-o com integridade e com fidelidade; deitai fora os deuses aos quais serviram vossos [...]. Porém, se vos parece mal servir ao Senhor, escolhei hoje, a quem sirvais: se aos deuses a quem serviram vossos pais [...] ou aos deuses dos amorreus em cuja terra habitais. Eu e a minha casa serviremos ao Senhor”. Josué 24:14-15. 

Pregação: 26/08/2012 
Ministro: Pr. Rico 
Texto: Elaine Lisbôa 

Como anda o seu lar em relação à conversão ao Evangelho? Você tem sido testemunha de Cristo dentro da sua casa? A família de um modo geral tem sido alvo constante de Satanás para destruição. Falamos na mensagem da semana passada [se você não leu clique aqui] que a escolha em seguir a direção errada tem levado diversas famílias para caminhos terríveis, por isso é necessário que o crente siga na direção de Deus confiando que Ele conduzirá o resto de seus parentes. Entretanto, não é apenas a direção errada que tem levado muitos para as armadilhas do diabo, mas também a falta de uma testemunha verdadeira de Cristo dentro desses lares.

A passagem bíblica em referência fala do discurso de Josué nos últimos momentos de seu ministério. O homem de Deus havia cumprido o seu chamado substituindo Moisés na condução do povo de Israel à terra prometida e, após a repartição das terras para cada tribo, Josué questiona ao povo a quem eles iriam seguir: se a Deus, aos deuses de seus pais ou aos deuses das pessoas que habitavam naquela terra. Ele relembra todos os feitos do Senhor para aquela nação, os milagres, livramentos e provisões, no entanto sabia que apesar de tudo alguns iriam escolher voltar à escravidão do pecado. O interessante dessa passagem é justamente a sentença com que ele conclui no versículo 15: “Eu e a minha casa serviremos ao Senhor”.

É importante que alguém dentro da sua casa se levante para falar das maravilhas que Deus tem feito; alguém que seja uma testemunha verdadeira, que irá interceder pelos seus e dizer diante de todos que a sua família servirá ao Deus verdadeiro. Sabemos que quando existe uma pessoa fiel, intercessora, o Senhor poupa a vida daqueles que estão nas orações do servo.

“Disse ainda Abraão: Não se ire o Senhor, se lhe falo somente mais esta vez: Se, porventura, houver ali dez? Respondeu o Senhor: Não a destruirei por amor dos dez”. Gênesis 18:32. 

Não desista de interceder pela sua casa. Deus procura pessoas que se colocam no centro da Sua vontade para agir de maneira poderosa. Não deixe que sua casa volte a ser uma casa do mundo. Defenda os valores espirituais dentro do seu lar.

É necessário que, para interceder e receber o livramento do Senhor, você seja verdadeiramente uma testemunha de Cristo. E Josué aponta características específicas de pessoas assim. Confira comigo:

Características de uma testemunha de Jesus: 

É temente a Deus: “Agora, pois, temei ao Senhor” 

A Bíblia diz que o temor é o princípio da sabedoria (PV. 9:10). Temer a Deus significa reverenciar ou respeitar ao Senhor. Esta é uma prática que não deve ser vista como medo ou receio em relação a Deus, mas um sentimento que implica em odiar o mal (PV. 8:13) e virar-se contra o pecado, deixando nascer dentro do coração uma sensibilidade ao Espírito Santo.

É serva: “E servi-o” 

Servir é colocar as mãos no arado, sentir em seu coração uma urgência em relação à evangelização do mundo, levando as boas novas para aqueles que ainda não conhecem a Jesus. Não tem como ser testemunha sem servir. Os servos do Senhor são verdadeiramente livres, pois não trabalham com um carrasco que os obriga a fazer, mas sentem prazer em estar na casa do Pai e falar com gratidão das obras que Cristo fez em sua vida.

É íntegro: “Com integridade” 

As testemunhas de Cristo são pessoas honestas e justas, que não tomam partido pela mentira, mas possuem integridade e caráter. Ser íntegro é ter uma vida irrepreensível diante da sociedade e, principalmente, diante de Deus. Possui uma conduta reta, com honra, ética, educação e imparcialidade, não se vendendo por situações momentâneas.

Vive em fidelidade com Deus: “E com fidelidade” 

Ser fiel é estar comprometido com Deus lealmente. É confiar que o Senhor está no comando da situação mesmo quando passar pelo vale da sombra da morte. É quebrar paradigmas e valores transmitidos pelo homem, entrar em choque cultural. É ser submisso, negando-se a si mesmo. Fidelidade é a marca que prova que pertencemos a Deus.

É adorador! 

Ser adorador significa viver em comunhão com Deus, é ter amizade com o Ele, tentar aprender a cada dia o que O agrada e o que O aborrece, e através dessa proximidade chegar à intimidade. É se preocupar em derrotar os pecados de sua vida, aprendendo a cada dia a não murmurar, não pronunciar palavras frívolas e torpes, não sentir inveja ou ser um homem de lábios impuros. Um adorador é totalmente dependente de Deus e age sabendo que sem Ele não seria nada.

 Interceda pela sua família, mas trabalhe para ser uma testemunha verdadeira do Senhor dentro da sua casa. Desta maneira você trará grandes bênçãos para a sua vida e à vida daqueles que estão ao seu redor. Diga com propriedade “Eu e a minha casa serviremos ao Senhor!”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário