22 de mar de 2011

Erros, Vantagens e Riscos da Homilética

CURSO TEOLÓGICO - 2º SEMESTRE
3ª Aula – Homilética
Ministrada por: Ir. Robertinho
Data: 13.03.2011

Ideias erradas e opostas sobre Homilética


1. A preparação é desnecessária
A primeira ideia errada é de que a preparação é desnecessária e indica falta de fé. Há, sem dúvida nenhuma, um lugar apropriado para a inspiração, mas há também um lugar válido para a preparação. O cuidado com a preparação de uma mensagem indica respeito àqueles que ouvirão.

Comentário: O pregador não entra em transe na hora da ministração, é necessário um preparo espiritual e intelectual antes de falar à igreja de Cristo. Quem não se prepara mostra desrespeito com os ouvintes.

2. A capacidade humana é suficiente
Este é o segundo erro que vai quase a outro extremo. Uma confiança total é colocada na preparação e na capacidade humana. É somente através da unção do Espírito Santo sobre a mensagem, dirigindo-a, que o pregador poderá ministrar a Palavra de Deus ao povo, observando efeitos transformadores do Evangelho.

Comentário: Pensar que por ter o esboço da mensagem e suas referências não é necessário conhecimento e unção de Deus. Tenha intimidade com Deus para estar realmente preparado em todos os lugares e horas.

Vantagens e Riscos da Homilética

1. Vantagens

• Cria a autocrítica
Comentário: Mesmo preparando o esboço e estudando o tema a ser dado, o pregador percebe que há pontos que podem ser melhorados, assim como Deus também pode revelar certos pontos que faltaram.

• Cria e fortalece a dependência de Deus
Comentário: O pregador muitas vezes recebe revelações do Senhor em áreas que ele não conhece.

• Auxilia na condução da mensagem e campanhas
Comentário: Não existe nada pior do que pregar em uma campanha com um tema completamente diferente. Entenda o assunto que foi pedido para você ministrar, foque-se, ore e busque o direcionamento de Cristo.

2. Riscos

• Acomodação do pregador com a facilidade adquirida para pregar e dominar o público
Comentário: Achar que não precisa orar ou buscar o direcionamento de Deus.


• Risco de pregar apenas com o intelecto
Comentário: Fixação apenas em dados técnicos.

• Risco de enfatizar demais a técnica
Comentário: Limitação de pregar apenas o que está no esboço ou pensamento de que a pregação deve ser feita no tempo específico de 30 minutos. Não se envergonhe se conseguir pregar toda a mensagem em um tempo menor, fale o que o Espírito Santo ministrar ao seu coração e nada além disso. Outra dica é não pregar depois da mensagem do pregador, isso é antiético e pode entristecer o outro.



Nenhum comentário:

Postar um comentário