1 de mar de 2011

Dj Alpiste | Pra todos os meus irmãos

CD: O Peso da Palavra

Eu tenho o verbo na ponta da língua
Exato e pronto pra disparar a minha rima
Mensagem positiva, velha escola na ativa
Valorizando a paz pra aumentar a vida
Respeito, consideração
Proceder é minha meta
Eu não vacilo pra fazer a coisa certa
Tem que saber chegar pra poder falar
Confiança não se ganha, tem que se conquistar
Perdão é coisa rara e o ódio corrói
A inveja mata, mata, mas o amor constrói
O engano pode levar para um abismo
A morte é profunda como um precipício
Pior que isso são aqueles que estão cegos
Só conseguem enxergar o próprio ego
Meu Deus, eu peço que proteja minha nação
Meu povo, meus, manos, minha galera, meus irmãos
Pra que um dia eles possam também entender
Sua vontade e então somente nela viver
Espero que esse som chegue no coração
Dos manos que eu considero como irmãos

Chega mais, vem conhecer a luz
O amor que tem o meu Jesus
Meu Deus derrame o Seu perdão
Para todos os meus irmãos

Eu sei que o futuro parece seguro
E as vezes a grana também não é tudo
Que a gente quer pra viver contente
Sem ódio na mente, pacificamente
Longe da morte
Mudando a sorte só pra encontrar a felicidade
É um sonho que pode se realizar
O tempo perdido é como a brisa que não volta atrás
Vem comigo, vamos juntos aprender como se faz
O conhecimento é a chave pra revolução de uma nação
A alto estima elevada ajuda a entender a situação
O bem e o mal vão sempre se opor, isso é fato
Deus está vivo e pode mudar sua vida no ato
Mentiras são milhares, verdade é uma só
Do pó você veio e um dia voltará ao pó
Quantos anos se foram, quantos amigos eu perdi
Na violência das ruas, que não é maior que a do meu país
Mas eu sei que um dia tudo isso pode mudar
Depende de como você vai acreditar
Mas a esperança sorri no rosto de uma criança agora
Pra que esperar acontecer se quem sabe faz a hora?

Chega mais, vem conhecer a luz
O amor que tem o meu Jesus
Meu Deus derrame o Seu perdão
Para todos os meus irmãos

Eu quero uma vida melhor pro meu povo e pro meu país
Parar de sonhar com a paz e ser um pouco mais feliz
Acabar com o racismo que existe na mente dos intelectuais
Pra eles enxergarem que somos todos iguais
E a droga que mata, vicia, corrompe a família e destrói a moral
Não vai mais ter freguesia, nem serventia pra causa do mal
Espero que as ruas não sejam a única escola da periferia
E que ganhar muito dinheiro um dia deixe de ser utopia
Que a única arma do gueto seja o livro e não a PT
Que meus manos reconheçam que Jesus tem o poder
De mudar, de amar, transformar, salvar
Aquele que estava perdido, achado com Ele vai ficar
E esse é meu desejo, do fundo do meu coração
Que Jesus salve meus manos, salve meus irmãos
Que meus filhos possam crescer dentro da Sua Palavra
Fazendo Sua vontade, proclamando a Sua chegada
Que a volta do meu Senhor não demore, mas seja abreviada
Confio, espero, acredito
Não tenho medo de nada
Importa que eu diminua e Ele cresça cada vez mais
E toda periferia encontre o caminho da paz

Nenhum comentário:

Postar um comentário