26 de dez de 2014

O trabalho no Senhor não é vão

PREGAÇÕES 
Mensagem: Elaine Lisbôa
Referência Bíblica: 1 Coríntios 15-19, 51, 52, 54, 55 e 58

"Portanto, meus amados irmãos, sede firmes, inabaláveis e sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que, no Senhor, o vosso trabalho não é vão". 1 Co. 15:58

O apóstolo Paulo escreveu a primeira epístola à igreja de Corinto durante o final de sua permanência na cidade de Éfeso, na terceira viagem missionária que fez. Lá, ele recebeu membros da família de Cloé (de boa reputação entre os cristãos), dizendo dos escândalos dentro da igreja e das divisões que estavam acontecendo entre os irmãos. (1 Co. 1:11).

Falsos mestres estavam levando os membros a desprezar as instruções de Paulo. As doutrinas e ordenanças do evangelho haviam sido pervertidas. Orgulho, idolatria e sensualismo estavam constantemente tomando vulto entre os que uma vez haviam sido zelosos na vida cristã. Além das divisões, a igreja de Corinto tinha problemas de ordem doutrinária. Havia um grupo, para quem Paulo destina o capítulo 15 inteiro do livro, que não aceitava a ressurreição dos mortos.

Com grande amor, o apóstolo recordou como haviam deixado a idolatria para o culto e serviço ao Senhor Deus, recebendo dons do Espírito Santo, e agora mostrando o privilégio que tinham de progredir na vida cristã até que alcançassem a pureza e santidade em Cristo.

Paulo alerta que, se não crermos na Palavra de Deus como ela é, tudo o que fazemos aqui é vão. Se a Palavra de Deus não tiver o efeito em nós de produzir frutos para o Reino, mas se apenas nos preocuparmos com as coisas deste mundo, em progredir na carreira profissional, em estar bem vestidos, calçados e alimentados, somos os mais INFELIZES, ou como diz em outras traduções, somos os mais MISERÁVEIS de todos os homens.

Mas se verdadeiramente estamos em Cristo, se os nossos corações queimam com o desejo de ser úteis na obra de Deus, a Palavra nos garante que o nosso trabalho não é vão. Haverá recompensa para nós.

"Vocês não me escolheram, mas eu os escolhi para irem e darem fruto, fruto que permaneça, a fim de que o pai lhes conceda tudo o que pedirem em meu nome". João 15:16.

"Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo. Ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos". Mateus 28:19-20.

O apóstolo Paulo mostra à igreja de Corinto que a esperança do cristão não está pautada no mundo natural, porque grande é o mistério que Cristo tem para revelar à igreja. Ele traz uma mensagem tremenda, que algo sobrenatural está previsto para acontecer à igreja.

Em um dia que ninguém sabe, sem precedência de sinais, sem que saibamos de nenhum evento anterior, os crentes ouvirão o soar de uma trombeta e os mortos em Cristo serão arrebatados primeiro e, na sequência, os que estiverem vivos terão seus corpos transformados e juntos (mortos e vivos) se encontrarão com o Senhor nas alturas.

"Eis que vos digo um mistério: nem todos dormiremos, mas transformados seremos todos, num momento, num abrir e fechar de olhos, ao ressoar da última trombeta. A trombeta soará, os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados". 1 Coríntios 15:51-52.

O toque da trombeta marcará o início da captura da igreja e de sua recompensa na glória. No primeiro semestre da Escola Bíblica vimos que a utilização de trombetas foi ordenada por Deus ao povo de Israel. Moisés fez duas trombetas de prata para orientar a ação do povo durante o percurso do deserto. O toque das trombetas indicava quando a congregação deveria marchar e quando deveria acampar. E o rumo era a terra prometida, a terra de Canaã.

A trombeta de Deus ainda não soou para os crentes. Portanto, devemos continuar a caminhada, marchando rumo à nossa Canaã, a nova Jerusalém, que Deus tem preparado para todos aqueles que O amam. A luta está difícil? Olhe para o alvo. Olhe para a tua vitória espiritual, lembre-se que está breve o dia da tua recompensa em Deus.

Há recompensa para quem trabalha na obra

Foi precisamente para esse fim que Cristo morreu e ressurgiu: para ser Senhor tanto de mortos como de vivos. Tu, porém, por que julgas teu irmão? E tu, por que desprezas o teu? Pois todos comparecerão perante o tribunal de Deus. Como está escrito: Por minha vida, diz o Senhor, diante de mim se dobrará todo o joelho, e toda a língua dará louvores a Deus. Assim, pois, cada um de nós dará contas de si mesmo a Deus". Romanos 14:9-12.

Na visão escatológica da Igreja Quadrangular entendemos que após o arrebatamento, a igreja passará por dois momentos gloriosos: o Tribunal de Cristo e as Bodas do Cordeiro. Paulo utiliza na carta escrita aos romanos que haverá um tribunal para os crentes, não com o sentido jurídico, de condenação ou salvação, mas de avaliação das obras, para recompensa dos servos.

A palavra “tribunal” vem do grego “bema” que quer dizer “local elevado cujo acesso se fazia por degraus”. Era semelhante à estrutura que Herodes construiu no teatro em Cesaréia, o qual ele usava para assistir aos jogos e fazer discursos ao povo. Nos jogos de Atenas, a velha arena tinha uma plataforma elevada onde o presidente recompensava todos os vencedores dos jogos. Assim, esse local de julgamento dá a ideia de proeminência, dignidade, autoridade, honra e recompensa e não de justiça e julgamento. O que será analisado aqui são as obras e NÃO o obreiro. Pelo fogo Jesus vai avaliar individualmente as obras de cada um.

"Porque ninguém pode lançar outro fundamento, além do que foi posto, o qual é Jesus Cristo. Contudo, se o que alguém edifica sobre o fundamento é ouro, prata, pedras preciosas, madeira, feno, palha. Manifesta se tornará a obra de cada um; pois o Dia a demonstrará, porque está sendo revelada pelo fogo; e qual seja a obra de cada um o próprio fogo o provará. Se permanecer a obra de alguém que sobre o fundamento edificou, esse receberá galardão. Se a obra de alguém se queimar, sofrerá ele dano, mas esse mesmo será salvo, todavia, como que através do fogo". 1 Coríntios 3:11-15. 

Isso quer dizer que Deus verá a nossa motivação na obra. Se as nossas obras resistirem ao fogo, forem de OURO, PRATA ou PEDRAS PRECIOSAS, receberemos galardão de Deus. Mas se elas foram feitas para engrandecimento próprio, não resistirão ao fogo, serão de MADEIRA, FENO e PALHA MATERIAIS.

Então, imagine se não tivermos uma obra para entregar ao Senhor? Não sejamos envergonhados perante o nosso mestre. Ele nos chama às boas obras. Apesar delas não salvarem, para que não nos gloriemos em nós mesmos, através delas seremos recompensados pelo Senhor e teremos coroas para entregarmos aos pés do Senhor.

Há recompensa para quem rejeitar o pecado 

A Coroa Incorruptível

Se verdadeiramente estamos em Cristo, se O amamos, se amamos a Sua obra, a Sua casa e temos zelo com as coisas do alto, Deus nos retribuirá com coroas de honra.

"Não sabeis vós que os que correm no estádio, todos, na verdade, correm, mas um só leva o prêmio? Correio de tal maneira que o alcanceis. Todo atleta em tudo se domina; aqueles, para alcançar uma coroa corruptível; nós porém, a INCORRUPTÍVEL. Assim como também eu, não sem meta; assim luto, não como desferindo golpes no ar. Mas esmurro o meu corpo e o reduzo à escravidão, para que, tendo pregado a outros, não venha eu mesmo a ser desqualificado". 1 Coríntios 9:24-27.

A Coroa Incorruptível é para aqueles que obtiverem vitória sobre o velho homem. Para os que renunciaram aos prazeres da carne, que após a conversão, lutou em oração e em atitudes para se desvencilhar dos vícios, das práticas de imoralidade, das más conversações.

Deus coloca sobre as nossas vidas diversas provas e Satanás, com o aval de Deus, libera sobre os nossos ombros tentações que nos sejam prazerosas, pecados que queremos praticar. Cabe a nós passar por essas barreiras aprovados.

Todos passamos por provas e tentações, mas nem todos saímos aprovados. Quantas vezes não passamos por situações e sedemos aos nossos desejos? E ai, voltamos arrependidos para Deus, pedindo perdão e misericórdia, e o Pai, amoroso como é, nos aceita de volta e limpa novamente as nossas vestes?

Essa coroa é para os que vencem as provas e tentações e não para os arrependidos. Permaneça firme. Não ceda. Não volte às práticas do velho homem. Assim como Paulo, devemos esmurrar o nosso corpo e reduzi-lo à escravidão, para não sermos desqualificados.

Há recompensa para quem evangeliza 

A Coroa de Alegria

"Pois quem é a nossa esperança, ou alegria, ou coroa em que exultamos, na presença de nosso Senhor Jesus em sua vinda? Não sois vós? Sim, vós sois realmente a nossa glória e a nossa alegria". 1 Tessalonicenses 2:19-20.

Para os ganhadores de alma, o Senhor reservou uma coroa especial: a Coroa da Alegria. Jesus chamou os discípulos para serem pescadores de almas. E essa tarefa não é simples.


  • É necessário paciência: pois muitas vezes se demora horas até pegar o primeiro peixe.
  • É necessário coragem: não pode ter medo da água, do vento, do frio, dos espinhos, dos mosquitos ou de qualquer outro perigo. Não tenha medo das pessoas ou de Satanás e esqueça as dificuldades. Ouse e não tenha medo de falar.
  • É necessário conhecer o peixe e preparar o anzol, a vara e a isca adequada. Na vida cristã, jovens alcançam mais eficazmente outros jovens, se conhecer os gostos, poderá se comunicar de maneira mais eficaz.
  • É necessário ser sábio: a sombra do pescador deve ficar ao contrário da água para que o peixe não perceba. Às vezes, o silêncio pode falar mais palavras. Não se mostre demais, anuncie a Cristo, e evangelize com sua vida. Não espante as pessoas com as exigências.
  • É necessário não pescar em lugar errado: Um pescador não vai em locais proibidos. Ele conhece o local apropriado para cada espécie. Assim, não pregue para crentes, procurando membros de outras igrejas.


Há recompensa para quem suporta provação e está pronto a morrer por Cristo 

A Coroa da Vida

"Bem-aventurado o homem que suporta, com perseverança, a provação; porque, depois de ter sido aprovado, receberá a coroa da vida, a qual o Senhor prometeu aos que o amam". Tiago 1:12. 

"Não temas as coisas que tens de sofrer. Eis que o diabo está para lançar em prisão alguns dentre vós, para serdes postos à prova, e tereis tribulação de dez dias. Sê fiel até a morte, e dar-te-ei a coroa da vida". Apocalipse 2:10.

Vivemos um momento de plena paz e liberdade no Brasil, mas a história da igreja é marcada pela morte de milhares de cristãos, que renunciaram à sua vida para pregar o evangelho, sendo mortos e torturados, verdadeiros mártires, que amaram a Cristo até a morte.

Estevão foi o primeiro mártir da igreja. Foi apedrejado e morreu orando ao Senhor (At. 7:54).
Tiago, irmão de Tiago, foi decapitado por causa do evangelho (At. 12:2).
Segundo Hegésipo, escritor primitivo, Pedro foi crucificado de cabeça para baixo.

E ao longo da história, quantos mais...


  • Em 161 d.C., Felicidade foi decapitada e seus filhos foram espancados, jogados de despenhadeiros e degolados. 
  • Em 1373, John Huss foi queimado em uma fogueira. 
  • E, em 2011, na Nigéria, mais de 100 cristãos foram mortos por muçulmanos, famílias inteiras dizimadas. 

Até quando teremos liberdade? E se ela for tirada de nós, permaneceremos firmes? Mas há recompensa para que está pronto a morrer pelo Senhor.

Há recompensa para quem ama a vinda de Cristo 

A Coroa da Justiça

"Já agora a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, reto juiz, me dará naquele grande Dia; e não somente a mim, mas a todos quantos amam a sua vinda". 2 Timóteo 4:8.

Há recompensa para nós, que amamos a esperança da vinda do Senhor Jesus. Que pautamos nossas vidas na expectativa que a qualquer dia, a qualquer momento, os céus irão se abrir e O veremos como Ele é. Que poderemos abraçá-lo e adorá-lo face a face.

Há recompensa para os pastores fiéis 

A Coroa de Glória

"Rogo, pois, aos presbíteros que há entre vós, eu, presbítero como eles, e testemunha dos sofrimentos de Cristo, e ainda co-participante da glória que há de ser revelada: Pastoreai o rebanho de Deus que há entre vós, não por constrangimento, mas espontaneamente, como Deus quer; nem por sórdida ganância, mas de boa vontade; Nem por dominadores dos que vos foram confiados, antes, tornando-vos modelos do rebanho. Ora, logo que o supremo pastor se manifestar, recebereis a imarcescível Coroa da Glória". 1 Pedro 5:1-4.

E finalmente, pastores do rebanho do Senhor, todas as lutas, todas as provas, enfrentadas por amor às ovelhas, grande glória o Senhor tem para conceder a tua vida.

Vale a pena permanecermos firmes. Além de sermos arrebatados, de sermos coroados, o Senhor ainda nos promete um corpo glorioso (Fp. 3:21), um novo nome (Ap. 2:17), vestes de justiça (Ap. 3:5), participação no julgamento dos anjos e dos seres humanos (1 Co. 6:2-3; Ap. 20:4) e a herança de todas as coisas.

"E eis que venho sem demora, e comigo está o galardão que tenho para retribuir a cada um segundo as suas obras". Apocalipse 22: 22. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário