8 de abr de 2012

6º Dia – Enxergando a vida do ponto de vista de Deus

Discipulado “Uma Vida com Propósitos”
Data: 07 de Abril de 2012
Local: Rua Basílio Machado, 123 – Jardim Tupã.

Versículo da semana: “Que é a sua vida?”. Tiago 4.14b


“Digo-vos que não sabeis o que acontecerá amanhã. Porque, que é a vossa vida? É um vapor que aparece por um pouco, e depois se desvanece”. Tiago 4.14.

A escritora Anaïs Nin, mulher que ficou conhecida por publicar seus diários, escritos em um período de 40 anos, escreveu que “nós não vemos as coisas como são, mas como nós somos”. Nossa vida é formada como nós a enxergamos, e essa metáfora influencia nossas vidas mais do que possamos imaginar.

Você já parou para pensar qual a sua visão da vida? Para cumprir os propósitos para o qual Deus o criou será necessário substituir as suas metáforas da vida por metáforas bíblicas! As Escrituras nos ensinam a não nos conformarmos com este mundo, mas nos transformarmos por meio de uma completa mudança em nossas mentes.

“E não sedes conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus”. Romanos 12.2.

Três metáforas que ensinam a visão que Deus tem da vida

• A vida na Terra é um Teste;
• A vida na Terra é uma incumbência de confiança;
• A vida na Terra é uma atribuição temporária (esta veremos no próximo encontro).

1. A vida é um teste

Deus continuamente prova as pessoas quanto ao caráter, à fé, à obediência, ao amor, à honestidade e à lealdade.

Com Adão e Eva: Em Gn. 2.16-17, Deus dá uma ordem ao homem para que não comesse do fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal. Ali o Senhor estava provando o amor e a obediência de Adão e Eva, mas infelizmente eles foram reprovados no teste. Deram lugar à serpente e se deixaram tentar pela própria cobiça.

Com Abraão: Em Gênesis 22, Deus prova a Abraão dando a ele uma ordem: Oferecer seu único filho em holocausto (vs. 2). Abraão obedece sem titubear. Imediatamente se levanta, ainda de madrugada, toma dois servos e a Isaque, corta a lenha e parte para a terra de Moriá (vs. 3). Isaque era crescido o bastante para carregar a lenha (vs. 6), estranha o fato de não levarem animal algum para o sacrifício (vs. 7) e inteligente para reconhecer que ele mesmo era o sacrifício àquela altura dos acontecimentos, pois ele não fugiu quando Abraão o amarra e deita sobre o altar (vs.9). Abraão provou que confiava em Deus e o Senhor lhe honrou provendo um cordeiro (vs. 13).

Com o rei Ezequias: Esse rei se destacou, pois fazia o que era direito aos olhos de Deus, seguindo os Seus mandamentos. A Bíblia diz que, assim como fizera Davi, seu antepassado, depois dele não se mostrou haver nenhum igual a ele entre todos os reis de Judá (2 Reis 18.5). Mesmo assim, em 2 Crônicas 32.31b vemos que Deus em certo momento o desamparou para prová-lo e saber o que realmente havia em seu coração.

Conosco: Estamos sempre sendo testados. Deus observa sempre as nossas reações quando passamos por grandes mudanças na vida, quando vemos as promessas sendo adiadas, os problemas insolúveis, orações não respondidas, críticas injustas, tragédias sem sentido e, até mesmo, quando não conseguimos sentir a presença dEle. Mesmo o menor incidente é relevante para o desenvolvimento do caráter.

Deus quer que sejamos aprovados nos testes da vida e jamais permitirá que enfrentemos testes maiores que a graça que nos concedeu para lidar com eles. Quando aprovados, a Bíblia nos diz que Ele nos recompensará na eternidade!

“Não veio sobre vós tentação, senão humana; mas fiel é Deus, que não nos deixará tentar acima do que podeis, antes com a tentação dará também o escape, para que possais suportar”. 1 Coríntios 10.13.

“Bem aventurado o homem que suporta a tentação; porque, quando for provado, receberá a coroa da vida, a qual o Senhor tem prometido aos que o amam”. Tiago 1.12.


2. A vida é um cargo de confiança

Tudo em nossas vidas são dádivas que Deus confiou para cuidarmos e administrarmos. Não possuímos nada, o Senhor apenas nos “empresta” enquanto estamos aqui, pois todas as coisas pertencem a Ele. Quando morrermos, Deus irá emprestá-las a outras pessoas.

“Do Senhor é a terra e a sua plenitude, o mundo e aqueles que nele habitam”. Salmos 24.1.

A primeira tarefa que Deus deu aos homens foi administrar e cuidar das “coisas” dele (Gênesis 1.28), e dessa função o homem jamais foi exonerado, e é parte de nosso propósito atualmente. Tudo o que desfrutamos deve ser tratado como uma responsabilidade que Deus pôs em nossas mãos.

“Porque, quem te faz diferente? E que tens tu que não tenhas recebido? E, se recebestes, por que te vanglorias, como se não houveras recebido?”. 1 Coríntios 4.7.

Jesus por diversas vezes falou por meio de parábolas para ilustrar a nossa responsabilidade perante Deus. Na parábola dos talentos (Mateus 25.14-30), Ele nos diz que um homem de negócios confiou sua riqueza ao cuidado dos servos enquanto estava fora. Quando retornou, avaliou a responsabilidade de cada servo e recompensou a cada um adequadamente.

No final, seremos avaliados e recompensados conforme nosso desempenho ao lidar com as coisas que Deus nos confiou. E Ele nos recompensará com reconhecimento, promoção e comemoração! Mas preste atenção, Jesus nos advertiu que, quanto mais Deus nos dá, mais responsabilidade Ele espera que tenhamos.

“E, a qualquer que muito for dado, muito se lhe pedirá, e ao que muito se lhe confiou, muito mais se lhe pedirá”. Lucas 12.48.

Pergunta para meditar: O que me aconteceu recentemente que agora percebo ter sido um teste de Deus? Quais as tarefas mais importantes que Deus me confiou?

Nenhum comentário:

Postar um comentário