28 de mar de 2012

Para estar em Cristo é preciso morrer para o mundo

"Pelo que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo". 2 Coríntios 5:17.

Por Elaine Lisbôa

Como deve ser uma pessoa que entende e aceita o Plano da Salvação? Talvez muitos dos que reconhecem a necessidade de entregar a sua vida a Jesus e aceitaram a Ele como Senhor e Salvador ainda não conhecem esse Plano e não sabem o seu papel dentro desse Plano.

Deus havia criado o ser humano para ser alvo de Seu amor. Ele preparou o mundo inteiro com tudo o que o homem precisava para ser feliz. Para tudo deu um propósito de ser e existir. A única coisa que o homem não poderia fazer era comer do fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal, pois, quando dela comesse, se tornaria um ser mortal.

O homem não confiou no Senhor, instigado pela curiosidade e pelo interesse de se tornar como Deus, desobedeceu e comeu do fruto. Naquele momento foi condenado à morte (física) e à separação de Seu Criador (morte espiritual, onde para o homem fica reservado o lago de fogo), pois Deus é Santo e não pode se relacionar com pecadores.

Mas o Senhor bolou um plano desde a eternidade para poder voltar a ter um contato com o ser que havia criado com tanto carinho. Jesus tomou o pecado do ser humano para si (2 Coríntios 5:21) e morreu em seu lugar. Três dias depois, Ele ressuscitou dentre os mortos provando sua vitória sobre a morte e o pecado (Romanos 6:4-5).

Jesus fez isso para que o homem pudesse viver e voltar a ter um relacionamento com Deus. Todo aquele que colocar a sua fé em Cristo, acreditando na Sua morte como pagamento pelos nossos pecados, terá a sua fome espiritual saciada e entenderá que Deus tem preparado uma eternidade ao Seu lado.

Mas e depois que se aceita a Cristo? O que fazer? O versículo que abriu este texto nos traz um desafio: A partir do momento que estamos em Cristo somos transformados em novas criaturas. O que seria isso? Por meio da fé em Jesus, Deus manterá a personalidade do crente, mas começará a mudar seu caráter, seus hábitos, desejos e buscas.

O problema é que, muitos dos que dizem ter aceitado a Jesus e entendido o Plano da Salvação, não estão verdadeiramente nEle e, por isso, existe a dificuldade de se desligar das coisas do mundo. O que sustenta o crente fiel é a certeza que a sua vida está em Deus. Quem está em Cristo não consegue se prender a mais nada relacionado a este mundo. Ele aprende a abrir mão de suas coisas para dar prioridade ao Senhor.

O mundo diz que todos nascem com Deus, mas isto é um engano de Satanás para desviar o homem do Plano. Se fosse dessa maneira não necessitaríamos de Cristo e nem de Seu sacrifício.

Não temos que viver senão para Ele. Temos de viver para Aquele que se entregou por nós. O Batismo nas águas simboliza a morte da velha natureza (do velho homem). Para vivermos uma nova vida, precisamos morrer para o mundo.

Quem morre não sente vontades. Quem deseja viver para Cristo não pode amar as coisas do mundo. Comece temendo ao Senhor, essa é uma das primeiras atitudes de transformação na vida de todo aquele que crê.

Nenhum comentário:

Postar um comentário