8 de jan de 2012

A Igreja que Jesus Idealizou (Parte 3)

Por Elaine Lisbôa
Referência: Mateus 26:56-58

A poucos momentos de Jesus ser crucificado, a Bíblia relata a Sua tristeza e angústia, uma dor tão indescritível que, durante uma intensa oração ao Pai, Seu suor tornou-se em grandes gotas de sangue que corriam ao chão.

Logo que Jesus terminou de orar, Judas Iscariotes chegou com os soldados e entregou o Mestre. Cristo foi preso e, para que se cumprissem as Escrituras, todos os apóstolos O deixaram, apenas Pedro continuou seguindo de longe para ver o que Jesus faria. Pedro não abandonou ao Senhor como os outros fizeram.

Podemos aprender então mais uma característica da Igreja que Jesus idealizou: Uma Igreja que não abandona o Seu Senhor.
Até hoje Jesus é abandonado quando pessoas que O aceitaram como Senhor e Salvador abandonam a fé e se desviam do caminho pelas dificuldades enfrentadas ao segui-lO. Fica para nós uma pergunta: Como não abandonar o nosso Mestre? Para não abandonar Jesus é preciso:


1. Aprender a lutar pela fé
“Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé”. 2 Timóteo 4:7.

O cristão não pode ser facilmente vencido na batalha espiritual. Ele precisa defender a sua fé, defender que Jesus Cristo é o Senhor da sua vida. Paulo advertiu que antes do arrebatamento viriam tempos de apostasia (2 Tessalonicenses 2:3) e a verdadeira Noiva do Mestre precisa estar preparada.

2. Aprender a renunciar
“Assim, pois, qualquer de vós, que não renuncia a tudo quanto tem, não pode ser meu discípulo”. Lucas 14:33.

Quando Jesus foi interrogado por Pilatos declarou que só estava passando por aquela situação, porque Deus havia permitido (João 19:11). A vida de Jesus foi uma vida de renúncia, deixando o Seu Trono celestial, vindo ao mundo por uma natureza humana e pecadora e deixando ser entregue aos homens para que se cumprisse a vontade do Pai. O cristão deve seguir os passos de seu Mestre e abrir mão do que for preciso para estar no centro da vontade de Deus.


3. Não tirar os olhos do alvo
“Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim. Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito. Vou preparar-vos lugar. E quando eu for, e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos levarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também”. João 14:1-3.

Jesus estava no ângulo da visão de Pedro. Descubra qual é o objetivo da sua vida cristã. Muitos param pelo caminho porque não têm um propósito e o cristão verá pessoas próximas desistindo da fé, mas deverá perseverar e permanecer firme na Rocha. Tudo neste mundo é passageiro e o destino da verdadeira igreja de Cristo é o Reino Celestial e esse deve ser o alvo.

Um comentário:

  1. otima pregação.
    Pr.Rosivaldo Aguiar
    Igreja Batista Redenção
    http:batistaredencaoba.blogspot.com

    ResponderExcluir