14 de mar de 2011

O Poder Operante de Deus

Por Elaine Lisbôa
Referência: Ef. 3:7, 20 e 21.

O poder de Deus na vida do cristão produz grandes resultados, concedendo habilidades para o exercício do ministério. Na passagem de Efésios 3, o apóstolo Paulo atribuiu o sucesso de seu trabalho ao poder de Cristo em sua vida.

“Operante” significa aquele que produz ou algo que está sendo executado, realizado. Desta forma age o poder de Deus, ele produz resultados. Muitos utilizam esse poder apenas para chorar, se arrepiar e, emocionados, cair ao chão, mas não permitem que ele atue de maneira que produza algo novo a cada dia.

O Poder de Deus é:

- Absoluto, Independente, Ilimitado, Total - Ele é suficiente por si mesmo e vem diretamente do trono de Deus. É interessante perceber que um dos atributos de Deus é Todo Poderoso, enfatizando a totalidade da grandeza do Senhor.

- É Essencial – O poder é indispensável na vida do servo de Cristo, pois ele é a essência, a virtude do Altíssimo no homem.

O Poder de Deus produz:

- A confirmação de um ministério – Quando o cristão está cheio do poder de Cristo é capacitado para a execução da obra.

- Iguala a importância de cada pessoa no Reino – Mais uma vez se confirma que Jesus não faz acepção de pessoas, Ele concede o poder a todos que O buscarem. Lembre-se da passagem de Atos 10, quando Pedro foi pregar na casa de Cornélio e, enquanto ele ainda falava todos receberam o Espírito Santo, tanto os fiéis que eram da circuncisão quanto os gentios.

- Aumenta a compreensão nas coisas espirituais – Paulo aponta ainda no texto de Efésios 3, no versículo 18, que o poder faz compreender aos santos qual é a largura, o comprimento, a altura e a profundidade do amor de Cristo, que excede todo o entendimento.

- Produz abundantemente mais do que o homem pode pedir ou pensar – O poder de Deus na vida do cristão realiza infinitamente mais do que a mente humana pode compreender.

Três tipos de pessoas descritas pelo apóstolo Paulo:

Muitos não compreendem o significado desse texto por não quererem aceitar a grandeza do Poder de Cristo. Paulo, em sua primeira carta aos Coríntios 2:14-3:4, define três tipos de pessoas. Veja:

- O Homem Natural – Não aceita as coisas de Deus, porque lhe parecem desagradáveis e ridículas. Ele não possui o discernimento espiritual para compreender.
- O Homem Carnal – Cristão dominado pelas paixões da carne. Ele conhece a Deus, mas recusa se submeter à Sua Soberania e Poder. Preocupa-se mais com as coisas materiais do que com as espirituais.

- Homem Espiritual – Cristão controlado pelo Espírito Santo, que experimentou o novo nascimento e evidencia em sua vida os frutos do Espírito. Nele, Cristo reina com supremacia.

As mensagens referentes ao Poder de Deus só possuem significado para aqueles que crêem e vivem o verdadeiro cristianismo, para os que servem verdadeiramente a Jesus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário