4 de mar de 2011

Ministro cristão é morto a tiros no Paquistão

EDITORIA: MISSÕES

Fonte: O Globo | 02.03.2011

O ministro paquistanês para Minorias Religiosas, Shahbaz Bhatti, que pedia mudanças na controversa Lei da Blasfêmia, foi morto a tiros nesta quarta-feira. Único cristão no gabinete paquistanês, ele foi alvejado perto do mercado de Islamabad, por onde passava em seu carro. Membros do Talibã paquistanês assumiram a responsabilidade pelo atentado, alegando que o ministro era um blasfemo.

- Os relatos iniciais são de que ele foi morto por três homens, provavelmente com um fuzil Kalashnikov, mas ainda estamos tentando estabelecer o que aconteceu exatamente - disse o chefe de polícia da cidade, Wajid Durrani.

A Lei da Blasfêmia determina a pena de morte a qualquer um que insultar o profeta Maomé. Críticos dizem que sua vaga terminologia tem resultado em muitos erros.

A lei está causando polêmica no país desde que em novembro um tribunal condenou à morte uma mulher cristã, que tem quatro filhos, Em janeiro, o governador da província de Punjab, Salman Taseer, que se opôs à lei e buscou o perdão presidencial para um agricultor cristão, foi morto a tiros por um de seus guarda-costas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário