29 de jul de 2011

Título do Sermão

CURSO TEOLÓGICO 2º SEMESTRE
5ª Aula – Homilética
Ministrada por: Ir. Robertinho
Data: 10.04.2011

O título do sermão contém a ideia principal e o objetivo da mensagem. Deve ser claro, simples e preciso bem como, oportuno e obedecer ao texto. Para se desenvolver um bom título, o pregador precisa ter criatividade, hábito de leitura visão global do sermão e ser sintético.

Tipos de Títulos

Interrogativo: Uma pergunta, que deve ser respondida no sermão.
Ex.: Onde estás? Tenho uma arma, o que fazer com ela?


Lógico: Explicativo
Ex.: O que o homem semear, ceifará; Quem encontra Jesus volta por outro caminho.

Imperativo: Mandamento, uma ordem. Caracteriza-se pelo verbo no modo imperativo.
Ex.: Enchei-vos do espírito; Não seja incrédulo; Não adores a um deus morto.

Geral: Abrangente, aborda um assunto de forma geral sem especificá-lo.
Ex.: Amor, fé, esperança

Características do corpo do Sermão

As divisões retiradas do texto devem se apresentar de forma ordenada no sermão para que não haja uma confusão de ideias. O ouvinte precisa acompanhar o seu desenvolvimento o seu desenvolvimento. “Cada divisão, subdivisão e até ilustrações e explicação, tem que apontar na direção do alvo e em ordem de interesse”. Cada ponto deve discutir um aspecto diferente para que não haja repetição.

As frases devem ser breves e claras. As divisões servem para indicar a linha de pensamento a serem seguidas ao apresentar o sermão. Entretanto, deve-se fazer uma discussão que é o descobrimento das ideias contidas nas divisões.

Tipos de Sermão

Tradicionalmente encontramos praticamente em todas as obras homiléticas, três tipos básicos de sermões:
Sermão Temático: Cujos argumentos (divisões) resultam do tema independente do texto;
Sermão Textual: Cujos argumentos (divisões) são tiradas diretamente do texto bíblico;
Sermão Expositivo: Cujos argumentos giram em torno da exposição exegética completa do texto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário