25 de fev de 2011

Oficina G3 | Ingratidão

CD: O Tempo



Peço força, vejo lutas
O que quero, não recebo
Ou será que não percebo

Em meus passos sempre à frente
O que faço, reclamar
De onde me vem tanta ingratidão?
De onde me vem tanta ingratidão?

Seus braços abertos ignoram minha ingratidão
Agora estou pronto a ouvir


Quantas vezes não acreditei em você
Mas você acreditou em mim
O seu amor tão singular
Infinito em sua imensidão
Me acolheu, cuidou de mim

Nenhum comentário:

Postar um comentário