21 de jan de 2011

Restaure a porta do monturo de sua vida

Referência Bíblica: Nm. 3:14

Em um breve relato sobre a vida de Neemias observamos que ele se apresenta como o filho de Hacalias e pode ser que tenha sido levado cativo quando Jerusalém caiu nas mãos dos babilônicos. Por alguma razão Deus permitiu que se tornasse copeiro do rei e, no primeiro capítulo do livro, o encontramos realizando esta função.

Como copeiro ele exercia cargos de primeiro ministro e mestre de cerimônias. Por ser um homem sábio, discreto e habilidoso era uma pessoa de confiança dentro do palácio e possuía um contato íntimo com o rei. Uma de suas funções era experimentar toda a alimentação antes de seu soberano para confirmar se havia algum veneno colocado.

Certo dia, um de seus irmãos, chamado Hanani, lhe falou sobre a situação dos judeus que não foram levados para o exílio. O povo passava por grande miséria e desprezo, os muros de Jerusalém estavam derrubados e suas portas queimadas. Neemias chorou ao saber daquela situação e buscou a Deus, lamentando por dias, orando e jejuando. Ele clamou ao Senhor para ser usado como instrumento na restauração dos muros e das portas de Jerusalém e mudar a história do povo de Israel.

O semblante triste de Neemias era evidente, chegando ao ponto do rei notar e lhe questionar se estava doente. Então, o servo de Deus contou sobre a situação do povo e pediu sua permissão para ir à cidade e reconstruir o muro de Jerusalém. O rei não apenas permitiu, como também o tornou governador para realizar todas essas coisas. Deus abençoou Neemias e começou uma obra de restauração dos muros e das portas de Jerusalém.

Outras pessoas já haviam tentado fazer a reconstrução, mas o Senhor precisava de alguém com um coração quebrantado como o de Neemias. Da mesma maneira nos dias de hoje Deus tem planos de restaurar nossas vidas, mas precisa que nos posicionemos da maneira correta. Ele precisa encontrar em nós um coração quebrantado e contrito diante da Sua presença.

O estado em que estavam as portas de Jerusalém era motivo de grande vergonha e humilhação para o povo, pois daquela maneira o inimigo teria fácil acesso para invadir. Em nossas vidas, precisamos vigiar para saber qual porta está dando passagem para Satanás nos atingir.

A porta que precisa ser restaurada na sua vida (Nm. 3:14)

Deus deu a Neemias uma estratégia: colocar várias pessoas para edificar uma parte da porta. Certo homem notou a Porta do Monturo, onde separava o lixo e as sujeiras da cidade. Se essa porta não fosse restaurada, o mau cheiro iria invadir a cidade.

Todos nós precisamos restaurar a porta do monturo do nosso coração, pois nele não pode ser encontrada sujeira. Muitos são os pecados contidos em nosso interior do qual não conseguimos abandonar.

“Porque do interior do coração dos homens saem os maus pensamentos, os adultérios, as prostituições, os homicídios, os furtos, a avareza, as maldades, o engano, a dissolução, a inveja, a blasfêmia, a soberba, a loucura. Todos estes males procedem de dentro e contaminam o homem”. Mc. 7:21-23.

O pecado nos separa de Deus.

“Mas as vossas iniqüidades fazem separação entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados encobrem o seu rosto de vós, para que não vos ouça”. Is. 59:2.

A palavra “pecado” no grego possui várias interpretações:

- Ultrapassar uma linha;
- Impossibilidade de atingir metas;
- Desobediência a uma voz;
- Cair onde deveria ter permanecido de pé;
- Ignorância do que deveria conhecer;
- Diminuir aquilo que deveria ser entregue completo;
- Não observância da lei;
- Discordância da harmonia.

Se acumularmos sujeiras em nossas vidas não conseguiremos crescer espiritualmente. Essas sujeiras podem ser coisas que julgamos pequenas, mas nos afastam de Cristo, como: pensamentos impuros, olhar malicioso, desconfianças, pré-conceitos, boca impura...

A igreja precisa resgatar a inocência. A Porta do Monturo deve ser o desprendimento do pecado, a real consciência de nossa necessidade, uma postura humilde diante do Senhor, reconhecendo nossas limitações. O peso que existe em nossos corações são lixos acumulados, mas Cristo veio para nos conceder o alívio!

“Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei”. Mt. 11:28.

Seja sincero diante do Senhor, reconhecendo suas falhas. Deus não se engana com lágrimas, o que mostra verdadeiro arrependimento é o desprendimento do pecado.

“Os sacrifícios para Deus são o espírito quebrantado; a um coração quebrantado e contrito não desprezarás, ó Deus”. Sl. 51:17.

Nenhum comentário:

Postar um comentário